30 de outubro de 2010

D&D - Livros de Classes Básicas 3.0/3.5

Olá pessoal, desta vez trago os livros das classes básicas de D&D para downloads.

Estes livros apoiam o jogador para que este tenha uma visão de como cada classe se comporta no mundo, além é claro de alguns extras para incrementar os personagens, como por exemplo: mais talentos e equipamentos.

Clique nos títulos para fazer o download.
Obs: Não me responsabilizo caso algum link não funcione, já que foram pesquisados pela internet.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Defensores da Fé (Clérigos e Paladinos)












Linhagens e Tomos (Feiticeiros e Magos)
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Mestres Selvagens (Bárbaros, Druídas e Rangers)














28 de outubro de 2010

Traduções - Livro de Tribo - Wendigo Revisado

Sua fúria não é quente, mas fria como o norte congelado. Eles suportaram dor o suficiente para matar mil nações, mas se recusaram a morrer. Eles são  os  escolhidos do  espírito  canibal,  a  tribo do  inverno,  os últimos dos Puros. Eles são os Wendigo. E ai daqueles que cruzarem o caminho desses guerreiros.


A série dos Livros de Tribo Revisados encerra não com um lamúrio, mas com um rugido, com o Livro de Tribo: Wendigo. Aqui estão os contos do passado  heróico  dos  filhos  do Wendigo,  detalhes  de  seus  costumes,  leis tribais e regras para seus poderosos Dons do gelo e da guerra. A mais feroz das tribos será a última esperança dos Garou ou os Wendigo serão presas de seu próprio ódio e Fúria? Não perca esse livro!

Este livro foi minha primeira participação junto a equipe Nação Garou.
Para baixar, clique na imagem da capa.

Traduções - Livro da Tribo - Uktena Revisado

Eles seguem a grande serpente das águas, o Uktena, o estranho totem de conhecimento místico. Eles aprisionaram  incontáveis espíritos maléficos e descobriram muito conhecimento mágico. Não existem maiores feiticeiros entre as tribos dos lobisomens, mas os Uktena não ganharam tal sabedoria sem preço algum. Sempre há um preço.



Os Livros de Tribo Revisados voltam-se para o sombrio e oculto com o Livro de Tribo: Uktena. Os  Uktena, místicos da Nação Garou,  são os mestres de conhecimento há muito perdido, capazes de aprisionar espíritos maléficos e combater a Wyrm com magia desconhecida pelas outras tribos.
Explore as profundezas do conhecimento dos Uktena. Descubra suas bênçãos  e maldições,  suas  artes  secretas. Se os Uktena não  sabem de  algo,  é porque não vale a pena saber.

Esta foi minha segunda participação nos projetos da Nação Garou, grupo de traduções do Orkut.
Para fazer o download do livro, clique na imagem de capa.

27 de outubro de 2010

Humor - Onde foi parar o mestre dos Magos?

Foi encontrado o velho, suspeitamente bondoso, mago anão que guiava os jovens aventureiros da série de TV "Caverna do Dragão" para a “salvação”. O seriado foi um sucesso entre os RPGistas nos anos 90 e o ator ficou muito famoso pelo personagem. Hoje foi encontrado no calçadão de Belford Roxo - RJ,  bêbado e implorando por mais uma moeda que compre sua “dose”.
Como sempre foi difícil de encontra-lo, testemunhas já afirmaram ter visto ele em outros lugares como Campo do “Sangue Areia” - Caiçara, “Feira de Areia Branca” - próximo de Miguel Couto e Morro do Aço - Santa Cruz. 
Por onde anda o Mestre dos Magos agora? Só os ventos da sorte que nos trouxe essa foto poderia nos ajudar a um dia ter tamanha benção de encontrá-lo novamente...



26 de outubro de 2010

Monstros: Bucentauro


 Trago a vocês mais uma adaptação para suas aventuras de D&D 3,5.

Bucentauros são os primos mais fortes e brutais dos Centauros. Têm a forma de um touro forte com um torso humanóide musculoso brotando de onde deveria começar o pescoço, e com chifres na cabeça. Bucentauros são criaturas simples, que se divertem esmagando inimigos, ouvindo seus pedidos de piedade e o choro de suas mulheres. Não são necessariamente malignos (embora muitos sejam), só tem um gosto especial por combates, guerra e violência desenfreada. Também possuem tendências piromaníacas.

Traços Raciais dos Bucentauros:

+4 For, +4 Con, -2 Des, -2 Car  (bucentauros são fortes e vigorosos, mas lentos e rudes).

Tamanho grande, bucentauros são criaturas grandes, mas utilizam armas de tamanho médio.

Deslocamento: 12m

CA = +2 de armadura natural

+4 em testes de Sobrevivência e Intimidar. Bucentauros sabem se cuidar e assustar as pessoas.

Medo de altura: bucentauros que estejam próximos a uma queda de 3m ou mais ficam abalados.

Bucentauros recebem Tolerância como um talento adicional.

Armas naturais: bucentauros causam 1D4 de dano com seus chifres, e 1D6 com seu coice. Um bucentauro pode realizar um ataque adicional com chifre ou coice recebendo um redutor de -4 em todas as jogadas de ataque naquela rodada. Obviamente, um bucentauro só pode escoicear um oponente que esteja atrás dele.

Investida Poderosa: um bucentauro causa o dobro de dano com os chifres quando ataca em uma investida.


Bucentauro
Humanóide (Grande)
Dados de Vida: 1d12 + 4 (14 PV)
Deslocamento: 12m
Percepção +4. Iniciativa +0.
CA: 13 (+2 natural, -1 Des,  -1 Tamanho, +3 Gibão de peles)
Ataques Especiais: coice 1d6+4, chifres 1d4+4
Ataque: Corpo a corpo: machado grande 1d12+4 (x3)
Testes de Resistência: Fort +3, Ref +0, Von +0
Habilidades: For 17, Des 9, Con 16, Int 8, Sab 10, Car 6
Perícias: Sobrevivência +4.
Talentos: Tolerância, Vitalidade
Ataques e habilidades especiais: Características de Bucentauro, Investida poderosa (dano: 2d4+8).
Equipamento: gibão de peles e machado grande.
Tendência: geralmente caótico e mau.
Nível de Desafio: 1
Este artigo foi adaptado por mim para D&D 3,5. Escrito original por Danilo Gruingas do Blog Montanha dos Monstros.

 

Gueixa

 

Gueixa ("pessoa de artes") são mulheres tamurianas que estudam a tradição milenar da arte da sedução, dança e canto. A palavra geiko é usada para descrever as gueixas. Gueixas eram muito comuns até a queda de Tamu-ra, e existem atualmente em menor número. Em no idioma do reinado a grafia é Gueixa, em Tamurano a palavra é "Geisha" com a mesma pronúncia.
As gueixas não tem relação com a prostituição, as gueixas entretem  por meio da cultura e das tradições, não pelo sexo. No entanto, logo após a chegada em Nitamura algumas gueixas se tornaram prostitutas, o que prejudicou a imagem delas, deturpando o conceito.
     Para se tornar uma gueixa, primeiramente, é preciso,  que quando ainda criança ou adolescente, ingresse numa casa onde só viviam gueixas (oki-ya), comandadas por uma mulher (okami-san) já experiente, geralmente uma ex-gueixa. Estas casas se localizavam em comunidades só de gueixas (hanamachi, lê-se "ranamáti"), prevalecendo o poder feminino, ao contrário do que acontecia no resto de Tamura.
     As aprendizes (maiko) eram, desde crianças, especiais, isto é, eram consideradas crianças muito inteligentes e de beleza rara. Elas ingressavam na oki-ya fazendo trabalhos domésticos, como limpeza das casas, lavagem das indumentárias etc, para depois, quando adolescentes, começarem seu rigoroso treinamento para se tornar uma gueixa. Muitas destas crianças eram vendidas por suas famílias para estes estabelecimentos, em raros casos a adolescente ingressa por decisão própria, não sendo muito aceita pela sociedade por isto.
     Elas aprendiam as artes da dança, pintura, caligrafia, música, dicção, etiqueta, acrobacias, interpretação teatral e tinham que estudar muito, até atingirem uma perfeição, possuindo uma formação privilegiada das demais mulheres tamurianas. As gueixas eram as únicas mulheres de Tamu-ra que possuíam a oportunidade de alcançarem uma independência, por nunca casarem e nem terem ocupações domésticas, dedicando-se inteiramente à profissão. Outra peculiaridade é o fato de poderem ter filhos, e serão privilegiados somente os do sexo feminino, ao contrário de toda Tamu-ra.
     Além de toda a formação intelectual, elas tinham de ter uma aparência impecável: vestiam kimonos cheios de adornos, que pesavam muitos quilos, uma maquiagem que cobria todo o rosto de branco (oshiroi), usavam tamancos de madeira (zori) e tinham que estar sempre alegres e com postura delicada.
     As casas onde viviam eram sustentadas por um homem rico e, muitas vezes, casado - o danna. Geralmente esta figura possuía uma gueixa como amante, mas o fato de esta ter contato íntimo com algum homem era raro.
     Elas são mulheres contratadas por homens poderosos e milionários para entretenimento e atração em festas, reuniões, jantares, e o objetivo delas era tratar seus clientes muito bem, proporcionando momentos de prazer, com boas conversas, para que este descontraísse e se sentisse inteligente. Elas os seduziam com sua beleza, dotes artísticos e encantamento. Cada momento com gueixas pode custar uma fortuna. É um mundo privado, misterioso e para poucos.

Nova Classe básica Gueixa
Características

Pré-requisitos: Mulher treinada em uma casa de gueixas.
Pontos de Vida: começa com 12 Pontos de Vida + mod. de Constituição
Pericias Treinadas: 8 + mod. de Int
Pericias da Classe: Percepção, Iniciativa, Atuação, Furtividade, Intuição, Diplomacia, Atuação (Todos), Obter Informação, Oficios (Arte e Profissão), Conhecimento (História, Local, Nobreza).
Talentos adicionais: Vontade de Ferro, Usar Armas Simples, Aparência Inofensiva.

Nível
BBA
Habilidades de classe
1
+0
Sedutora, Foco em pericia Atuação
2
+1
Técnica de Gueixa
3
+2
Talento
4
+3
Foco em pericia Atuação
5
+3
Técnica de Gueixa
6
+4
---------------
7
+5
Talento
8
+6
Foco em pericia Atuação
9
+6
Técnica de Gueixa
10
+7
Pupila
11
+8
---------------
12
+9
Foco em pericia Atuação
13
+9
Técnica de Gueixa
14
+10
------------------
15
+11
Talento
16
+11
Foco em pericia Atuação
17
+12
Técnica de Gueixa
18
+13
-----------------
19
+14
Talento
20
+15
Foco em pericia Atuação, Casa de chá

Sedutora: Você sabe seduzir pessoas. Recebe um bônus de circunstancia de +2 nos testes de Diplomacia e  nos testes de Atuação.

Técnicas de gueixa: Você pode escolher uma das habilidades abaixo cada vez que recebe essa habilidade. Cada habilidade pode ser pega somente uma vez.
*Furtividade Rápida: Podes se mover silenciosamente mesmo com seus deslocamento normal.
*Maestria em pericias: Escolha um numero de pericias treinadas igual a 1 + mod de Inteligência. Usando essas pericias você pode escolher um 10 mesmo quando em perigo ou sob pressão.
*De pé: Você pode ficar de pé com uma ação livre ao invés de uma ação de movimento.
*Fascinar:   Como a habilidade musica de bardo (Pag 49 do Tormenta RPG ou pag 25 do Jogador D&D 3,5)
*Sugestão: Como a habilidade musica de bardo (Pag 49 do Tormenta RPG ou pag 25 do Jogador D&D 3,5)
*Fascinar em Massa: Como a habilidade musica de bardo (Pag 49 do Tormenta RPG ou pag 25 do Jogador D&D 3,5)
*Massagem Revigorante: Suas massagens e carinhos com o seu cliente aumentam a regeneração de ferimentos ao estimular os pontos de pressão do corpo. Somente pode ser usada uma vez por dia em cada personagem. Você faz uma massagem por 1 hora, e ele cura 1d6+nível da gueixa (max 5) alem do que curaria após um dia de descanso.
*Massagem Revigorante Ampliada: Sua massagem passa a curar 2d6 + nível da gueixa. Pré-requisito: Massagem Revigorante.  

Casa de chá: Você é uma gueixa renomada. A partir desse nível, você já tem recursos e poder o suficiente para ter sua própria casa de chá.  

Pupila: a partir desse nível você passa a treinar discípulas para se tornarem gueixas. Funciona como se fosse o talento liderança. Mas o seu aprendiz tem 4 níveis a menos que você.
Obs: Estas características são para "Tormenta", mas facilmente adaptáveis para "D&D - Aventuras Orientais"

25 de outubro de 2010

Guia de Magias para Principiantes 2.3

O Projeto Tagmar 2 acaba de disponibilizar a nova versão do Guia de Magias para Principiantes. Este livro descreve todas as magias que cada personagem iniciante tem acesso, e é indicado para os jogadores iniciantes.

Por não incluir as magias dos Colégios, Ordens, Trilhas e Confrarias (as quais o personagem iniciante não tem acesso) o livro é bem menor, possuindo apenas 27 páginas.

Visite a seção de download do Projeto Tagmar 2 e peque o seu exemplar.

24 de outubro de 2010

Resenhas – Nova Orleans, a Cidade dos Amaldiçoados

Cidade dos Amaldiçoados – Nova Orleans

Nova Orleans é um reflexo distorcido do próprio Réquiem, um ambiente perfeito e acolhedor para a Família. A cidade é um misto infinito de devassidão e fé, de alegria e medo. Catedrais imensas se elevam sobre as ruas e, se suas portas oferecem consolo, suas silhuetas ficam assustadoras à luz bruxuleante da noite. Os rosários competem com o jogo de dados e o carteado. Uma dicotomia intrínseca, numa cidade definitivamente vampiresca.

A Cidade dos Amaldiçoados traz:
  • Um cenário detalhado e interessante para jogadores e narradores de Vampiro, desenvolvido a partir das idéias lançadas no Apêndice Dois de Vampiro: o Réquiem.
  • As histórias oficial e secreta da Nova Orleans do Mundo das Trevas, os vampiros importantes que se estabeleceram na cidade e suas relações de poder.
  • Personagens, ganchos narrativos e dicas de interpretação que podem ser úteis em qualquer crônica de Vampiro.
  • Uma história completa que o Narrador pode usar para apresentar o cenário e começar a jogar imediatamente.
  • Esta edição especial traz encartado um belo mapa (80,0 cm × 55,0 cm) de Nova Orleans, apresentando os membros mais importantes da Família que ali residem e suas relações conturbadas.
Faz-se necessário o Livro de regras do Mundo das Trevas e Vampiro: o Réquiem.

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
 
Obs: Baixe aqui o mapa de Nova Orleans.

Resenhas - A História do Dangeons&Dragons (D&D)

Estava eu hoje lendo outro artigo, quando me deparo com uma seguencia de artigos do Blog RPG News, contando a história dos livros de D&D desde 1971 até os dias de hoje, quando este foi criado ainda com o nome de Cota de Malha.
A história vc encontrará nos links abaixo, desta vez não postarei os artigos completos.

35 anos de D&D – Origem (Parte 1)
35 anos de D&D – Fontes e influências (Parte 2)
35 anos de D&D – As edições de Dungeons & Dragons (Parte 3)

22 de outubro de 2010

Street Fighter RPG - Novos Estilos de Lutas e Manobras


     Trago para vocês mais uma tradução feita pelo grupo da Shotokan RPG, na qual eu fiz a edição final do PDF.
     Neste suplemento são mostrados 6 novos estilos de luta, como Jiu Jitsu e Tae Kwon Dô, incluindo algumas novas manobras, o uso de manobras com armas e dois novos Antecedentes.
     Peço desculpas daqueles que gostam de materiais coloridos e cheios de imagens, pois não é o que ocorre neste suplemento. Por ter sido um dos meus primeiros suplementos, a única imagem é a da capa realmente.

     Para baixar gratuitamente este suplemento, clique na imagem acima.

21 de outubro de 2010

Resenhas - Dragões do Crepúsculo do Outono


Capa da edição nacional.


Dragões do Crepúsculo do Outono é o primeiro livro da trilogia Crônicas de Dragonlance, lançado na década de 80 pela TSR, editora do primeiro RPG do mundo, o Dungeons & Dragons.


Originalmente Dragonlance nasceu como uma série de aventuras para a segunda edição de D&D, conhecida como Advanced Dungeons & Dragons (AD&D pros íntimos). Nos doze módulos os jogadores eram convidados a conhecer o mundo de Krynn, onde deveriam impedir o ressurgimento de Takhisis, a Rainha das Trevas, uma deusa maligna cujo poder trouxe de volta os terríveis dragões ao mundo.


Takhisis, a Rainha das Trevas. Sim, é exatamente quem você está pensando!
Uma das formas da Rainha das Trevas

A ideia da série veio de uma enquete entre os fãs de D&D que perguntava qual o tema eles gostariam de ver em uma nova série de RPGs. Foi praticamente uma unanimidade o tema escolhido: Dragões! E os dragões de Dragonlance fizeram tanto sucesso que o autor dos módulos, Tracy Hickman, se uniu à escritora Magareth Weis para criar uma série de romances baseada nas aventuras para RPG.

A TRAMA

Em Dragões do Crepúsculo do Outono (ou DCO) conhecemos o mundo de Krynn, que fora abandonado pelos deuses e sofreu um terrível cataclismo que quase destruiu o mundo. Nesta terra sem esperança surgem os terríveis Dragonianos, seres forjados por terríveis rituais mágicos, cuja forma é uma mistura horrenda de humano e dragão. Os Dragonianos são liderados pelos poderosos Senhores Dracônicos, representantes da Rainha das Trevas.


Neste clima de guerra e terror conhecemos um grupo de aventureiros que se reencontra após cinco anos separados. Os aventureiros se encontram na Estalagem Derradeiro Lar em Solace, uma cidade construída na copa das árvores. O destino faz com que um casal de bárbaros das planícies entrem no caminho dos aventureiros enquanto estavam em fuga, caçados por um esquadrão de Dragonianos. Ao ajudarem o casal o grupo de aventureiros acaba em uma jornada que poderá acabar com a guerra contra a Rainha das Trevas e seus Senhores Dracônicos.

O elenco principal é composto por:

 
Tanis Meio-Elfo: O líder dos aventureiros, atormentado por ser um mestiço entre as raças humana e élfica e também por se dividir entre dois amores;

Flint Forjardente: Um velho anão, amigo de Tanis. Trata os membros do grupo de aventureiros como netos. Tem muita sabedoria, mas um péssimo senso de humor;



Tasselhoff Pés-Ligeiros. Esconda sua carteira quando estiver perto dele! 
Tasselhoff Pés Ligeiros: Membro da diminuta raça dos Kenders, seres incapazes de sentir medo e com uma compulsão para o furto, apesar de não serem gananciosos. Tasselhoff age por muitas vezes como uma criança e o alvo favorito de suas piadas é o rabugento Flint;



Sturm Montante Luzente. 
Sturm Montante Luzente: Membo da ordem dos Cavaleiros de Solamnia, uma ordem de cavalaria que preza a honra acima de tudo;

Raistlin Majere: Misterioso mago, cujo corpo e alma foram modificados após o terrível teste na Torre das Ordens de Alta Feitiçaria. Frio e calculista, seus olhos em forma de ampulheta são capazes de ver a morte se aproximando;



Caramon Majere: Irmão gêmeo de Raistilin, compensa sua inaptidão nas artes mágicas com uma força bruta inigualável, formando uma dupla eficiente com seu irmão. Seu comportamento é o extremo oposto do sinistro Raistilin, mas ainda assim Caramon demonstra um enorme amor fraterno pelo mago;
Lua Dourada: Líder da tribo bárbara dos Que-Shu e portadora do Cajado de Cristal Azul. A posse deste cristal é o ponto de partida para a caçada dos Dragonianos e o início da saga;


Lua Dourada e Vendaval.

Vendaval: Protetor de Lua Dourada, seu amor o faz se arriscar para defendê-la. Foi ele quem resgatou o Cajado de Cristal Azul de uma cidade em ruínas e trouxe para sua amada.


A trilogia gira em torno da batalha contra a Rainha das Trevas, uma deusa que planeja retornar ao mundo dos mortais e dominá-lo, mas em DCO, o primeiro capítulo da saga é a jornada dos aventureiros que tentam protejer a portadora do Cajado de Cristal Azul, uma herança dos antigos deuses que abandonaram Krynn.

FILME

É na verdade uma animação que mistura cenas 3D com cenas de animação tradicional. As cenas 3D estão com movimentos presos. As cenas de animação tradicional são comparáveis aos desenhos da década de 80: Caverna do Dragão, Transformers. Ou seja, ultrapassados... Estão muito atrasadas: personagens ao fundo sem detalhe, movimentos repetidos, sombra ruim... Quando misturam as duas, fica ruim demais, péssimo!

Os produtores decidiram usar parte do dinheiro da produção contratando atores famosos para fazer a voz dos personagens. Fica evidente o baixo nível gráfico logo na introdução. Todo dinheiro devia ser gasto com o desenho, a animação, isso é o que importa! Qualquer desenho da atualidade – até mesmo os seriados – tem  um traço melhor e mais interessante. A péssima qualidade do desenho acaba com qualquer boa vontade da animação.

O roteiro também é problemático. São muitos personagens, muitas subtramas para pouco tempo. Peter Jackson deu o caminho para o sucesso: foque no principal, corte o tosco e faça os personagens brilharem. Dragonlance – O Filme não faz ninguém brilhar. Os personagens têm poucos momentos e pouca interação. Tanis é um fraco sem graça, Raistlin não tem mais de 5 minutos em tela. Até Tass consegue ser chato. E só vemos uma piada de Tass com Flint...

Como uma animação, a interpretação fica toda na voz do personagem. Por que? Porque o rosto dos atores nem foi usado no molde das animações, só a voz... Para que pagar por um ator famoso, só para usar a voz e não sua interpretação através dos movimentos da face? Imensa tolice e desperdício de verba.

Os fãs de Dragonlance esperaram anos por uma versão nas telas do grande livro de sua infância. Não é dessa vez que isso acontecerá. O filme é ruim, muito ruim. Qualquer um com bom senso não deixaria que ele chegasse às lojas, até mesmo em DVD. A péssima qualidade, de toda produção, só diminuiu as chances de uma boa versão para os cinemas. Um produto que não faz juz ao nome Dragonlance.

TRADUÇÃO

A versão traduzida deste livro fora prometida pela Abril Jovem em 1995, mas ficou só na promessa pois a editora não conseguiu levar a frente sua linha de RPGs. A TSR, editora original do livro nos EUA foi vendida para a Wizards of the Coast o que consequentemente deu direitos de tradução da saga para a Devir Livraria, representante brasileira da Wizards.
CONCLUINDO

DCO é um título importantíssimo para os fãs de RPG e literatura de fantasia, pois foi o primeiro romance baseado em jogos de RPG.

Obs: Para baixar o PDF deste livro, clique aqui.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Este post foi resumido do Blog Dragão Banguela e do site RedeRPG.
Imagens foram retiradas da internet.

19 de outubro de 2010

Séries: Kindred the Embraced


           Olá pessoal, estou aqui hoje para trazer mais uma ótima série, desta vez sobre vampiros chamada Kindred: The Embraced, ou traduzido, fica algo como Parentes: O Abraço. Pessoalmente ainda não conheço a série, já que a achei no Blog Vila do RPG.

           Mas vamos falar da série em si:

           Kindred (lançado em 1996) foi baseada em Vampiro A Máscara. Na trama, um policial chamado Frank Konahek começa a perseguir Julian Luna o Príncipe da cidade, pensando que ele é só mais um mafioso poderoso. Com o desenrolar da história o policial descobre que Luna não é só mais um mafioso, mas sim um Vampiro de grande poder.
            Dentro desta cidade existem 6 clãs: os Ventrue (a aristocracia de Sangue Azul), os Noferatus (os salvagens do submundo), os Toreadores (amantes das artes e da criatividade), os Brujah (fortes membros de gangues), os Grangrels (ciganos e senhores da disciplina Metamorfose) e os Assamitas (os assasinos noturnos). O Cloncave dessa cidade é formado por Luna, o Príncipe e os primogênitos de cada clã, que são: Raine (Ventrue), Fiori (Brujah), Langtry (Toreador), Deadalus (Nosferatu) e Cash (Grangrel).

            A série contem apenas 8 episódios que demonstram a bela, e ao mesmo tempo obscura, vida dos vampiros no mundo de Kindred – The Embraced.

Episódios:

18 de outubro de 2010

Imagens Reais

Estava eu procurando mais alguma coisa na net para postar aqui no blog, e vejam só o que encontrei...

 
Cuidado, dragões podem devorar seu carro à frente.

 
Embreagem de carro

Humor - Quem falou que D&D é apenas Dungeons e Dragons?






Links dos sites acima estão nas próprias imagens.

Séries: Legend of the Seeker


Apresento a vocês uma série muito boa chamada Legend of the Seeker. Essa série lembra muito D&D, em suas histórias e em seus personagens. Mas, sua origem é baseada no best-seller de Terry Goodkind, A Espada da Verdade, livro traduzido em mais de 20 línguas. É uma série dividida em onze romances de fantasia épica. Os livros seguem os protagonistas Richard Cypher, Kahlan Amnell e Zeddicus Zu’l Zorander em sua missão de derrotar os opressores que tentam controlar o mundo e qualquer criatura que tenta causar algum mal aos cidadãos, e até mesmo  aqueles que desejam soltar algum tipo mal no mundo dos vivos.
A série Legend Of The Seeker segue a extraordinária história de Richard Cypher, que devido a  uma profecia se transforma num verdadeiro líder com poderes mágicos. Ele tem como aliados: Kahlan, uma bonita e misteriosa mulher que o ajuda a descobrir seu destino e Zedd, um velho e louco sábio que espalha sabedoria e magia.
Para aqueles que são fãs de historias épicas, essa serie é uma ótima aventura sem sair de casa. Com certeza você que já jogou AD&D ou D&D, vai encontrar alguma cena ou personagem que lembre uma aventura de RPG.

Abaixo seguem os links para download dos episódios. Obs: todos os links foram tirados da internet, não havendo responsabilidade de minha parte caso algum não funcione.

1ª Temporada  

1.01×02 – Prophecy
 
1.03 – Bounty
 
1.04 – Brennidon

1.05 – Listener
 
1.06 – Exilir
 
1.07 – Identity

1.08 – Denna

1.09 – Puppeteer

1.10 – Sacrifice

1.11 – Confession

1.12 – Home

1.13 – Revenant

1.14 – Hartland

1.15 – Conversion

1.16 – Bloodline

1.17 – Deception

1.18 – Mirror 

1.19 – Cursed
 
1.20 – Sanctuary

1.21 – Fever

1.22 – Reckoning [Season Finale]


2ª Temporada

2.01-Marked

2.02-Baneling

2.03-Broken

2.04-Touched

2.05-Wizard

2.06-Fury

2.07-Resurrection

2.08-Light

2.09-Dark

2.10-Perdition

2.11-Torn

2.12-Hunger 

2.13-Princess

2.14-Bound

2.15-Creator

2.16-Desecrated

2.17-Vengeance

2.18-Walter

2.19-Extinction

2.20-Eternity

2.21-Unbroken

2.22-Tears [Season Finale]

16 de outubro de 2010

Traduções - Street Fighter RPG - Competidores

Street Fighter RPG - Competidores

Competidores

Para quem não sabe, este é mais um projeto de tradução dos livros originais americanos que nunca vieram ao Brasil.
Esta é a tradução do suplemento "Contenders" para o português do Brasil. É isso mesmo, todas as 127 páginas do Contenders com seus personagens, estilos, manobras especiais e muito mais foram completamente traduzidas e revisadas.






EQUIPE: Sim, dessa vez pude contar com uma talentosa e prestativa equipe de colaboradores.

Ferrão (eu): membro da comunidade do Orkut Drakóntinos - Equipe de tradução, traduzi os capítulos 3 e 4, além de alguns personagens e suas respectivas fichas.
Aloísio "Sanboman" Senra: o profissional do blog Street Fighter RPG Brasil! Aloísio, é formado em Letras - Inglês, fez o papel de revisor e também ajudou a traduzir alguns personagens.
Eric "Musashi" Henrique: webmaster da Shotokan RPG, Eric já possuía no acervo do seu site todos os novos estilos e novas Manobras Especiais traduzidas. Gentilmente cedeu este material para ser colocado na tradução, poupando-nos o trabalho de alguns dias.
Fernando Jr:  webmaster da Street Fighter RPG Brasil, fez todo trabalho de diagramação do livro.
Mago Vivi: ajudou no projeto traduzindo alguns personagens.
Raphael "Marshall" Lima: grande colaborador, tendo traduzido vários Times.
Roberto "Gárgula" Levita: webmaster da The King of Fighters RPG Brasil (o que? você ainda não conhecia?), ajudou traduzindo o Capítulo 6: Locais de Conflito.
Thiago Nuzzi: ajudou com a revisão.
Victor Rocha: webmaster da Shinbushi RPG, nos presenteou com uma belíssima capa

 

NÚMEROS:

Alguns números relativos à versão nacional do Contenders:
  • a tradução começou em 10 de fevereiro de 2009 e terminou em 28 de fevereiro de 2010
  • o suplemento contém 20 NPCs independentes
  • 7 times com mais 23 personagens
  • 6 NPCs que podem ser usados para muito mais do que apenas socar suas caras
  • 9 novos estilos, 6 novas manobras especiais
  • 129 páginas
  • estatísticas de 39 armas com ilustrações!
  • 4 locais de conflito onde os Street Fighters podem descansar e se entrosar com outros do circuito
O suplemento já está disponível para download, basta clicar na imagem da capa. Peço que webmasters de outros sites não disponibilizem este PDF para download sem a devida permissão ou sem ao menos colocar um link para a Street Fighter RPG Brasil ou Drakóntinos RPG. Deu uma trabalheira danada fazer essa tradução e não é justo simplesmente copiá-la e sair distribuindo sem dar os devidos créditos.